A Escola de Cura surgiu do anseio de uma camada da sociedade, que vivem dias difíceis devido as situações da vida que causaram feridas em várias áreas, feridas emocionais e até físicas, pois muitos vem de um lar conturbado, carregando heranças geracionais como rejeição, abandono, bastardia, vícios, doenças da alma como depressão entre outros, prendendo as mesmas em cativeiros impossíveis de sair sem a ajuda de Jesus Cristo, resultando em uma vida de dificuldades e decepções, prejudicando sua vida social, familiar e espiritual, impedindo até mesmo de alcançar êxito ministerial.

E com base no cenário acima, Deus colocou no coração do Pr. Denilson Fonseca, o projeto Escola de Cura, que tem como proposta principal, restaurar e curar vidas, para que possam transformar e ajudar outras pessoas a saírem desses cativeiros.

A Escola de Cura se divide em três módulos, em seu primeiro módulo tratamos a singularidade de cada individuo e suas dificuldade através das disciplinas ministradas pelo Pr. Denilson e por sua equipe, e também através da ficha de atendimento pessoal, onde cada aluno será ministrado individualmente, identificando suas raízes e as libertando das mesmas, faz parte do primeiro módulo as seguintes disciplinas: Pecados e Consequências, Paternidade de Deus, Reconciliação, Imoralidade Sexual, Ocultismo, Manipulação, Intimidade com Deus, Libertação e Contaminação Financeira, o segundo módulo consiste na preparação do aluno para ser um libertador, podendo atuar nesta área exercendo seu ministério e vocação, faz parte da grade as seguintes disciplinas: Guerra Espiritual, Libertando os Cativos, Tipos de Cativeiros, DNA de Deus, Mapeamento Espiritual, Lei da Responsabilidade, Altar pessoal e sexualidade, além de assistir o processo completo de libertação mapeamento e libertação, ou seja, o segundo módulo, consiste na teoria e pratica, enquanto o terceiro módulo e destinado apenas a casais, que sofrem em seus casamentos com situações como adultério, homossexualidade, bissexualidade, traumas no casamento, dificuldade de aceitação do passado do cônjuge, falta de perdão, dificuldade na relação com enteados, entre outras situações.